Cada um tem o Rock in Rio que merece – Vivemos a experiência Expocrato

Só sabe quem viveu o Festival Expocrato 2019… uma experiência digna de Rock in Rio. O festival Nordestino permitiu que o público vivesse experiências impares, e claro, que deixassem muitas saudades. Enquanto 2020 não chega, vamos lembrar algumas aventuras da edição 2019. Só as quedas Nossa colabora Erika Souza é um tour bem tranquilo no …

Só sabe quem viveu o Festival Expocrato 2019… uma experiência digna de Rock in Rio. O festival Nordestino permitiu que o público vivesse experiências impares, e claro, que deixassem muitas saudades. Enquanto 2020 não chega, vamos lembrar algumas aventuras da edição 2019.

Só as quedas

Nossa colabora Erika Souza é um tour bem tranquilo no equipamento, e melhor, com participação de Magníficos.

A edição desse ano literalmente tirou o povo do chão, o público experimentou uma queda livre de 70 metros na tirolesa. A aventura permitia que a sua queda foi mais segura que a queda pelo crush, pelo menos ela garantia boas emoções. Ação foi uma parceria do evento com o Arajara Park e com a Coca – Cola, e foi instalado no Parque de Exposições, permitindo que você “voasse” dentro do festival.

Garantindo o reboco

Foto: Reprodução redes sociais

O choro era uma das garantias do festival, tiveram muitas atrações da sofrência brasileira que causaram quedas de lágrimas involuntárias no público, mas o retoque da maquiagem foi com toda certeza feito. Nos camarotes vip e premium foram instalados stands da Ruby Rose e juntos com eles trouxeram maquiadores, que durante os shows corregiam ou finalizam a make de quem desejasse, se você chorasse um pouquinho, eles até davam uma remocada maior. As ações também se estenderam e a era dos mimos chegaram para alguns, a marca deu alguns brindes, como maquiagens, blusas e planners bem bacanas, inclusive, não ganhei o meu Ruby Rose, ainda quero meus recebidinhos.

London Eye no Cariri

Não era a roda gigante de Londres, mas de acordo com fontes da minha cabeça, era tão boa quanto. A roda gigante esteve presente pelo segundo ano consecutiva no festival, mais um ano ela deu um visão privilegiada do Cariri, o massa era que durante as apresentações você poderia escutar música e vê todo mundo de longe, se brincasse tu até achava o crush de lá. O equipamento é um dos maiores do Nordeste e possui 26 metros de altura e 16 gôndolas, com capacidade para 64 pessoas por passeio, e quase 100 mil lâmpadas de LED com infinitas combinações de cores.

Se teletransporte

Já sabíamos que a Guanabara poderia te levar para vários lugares do Brasil, mas não estávamos sabendo que ela estava teletransportando também. Durante os dias do festival o público que quisesse poderia ir para o Recife, Salvador, São Paulo e outras capitais brasileiras, tudo isso no 0800 e sem sair do Parque de Exposições. Foi instalada um cabine fotográfica com um croma que simulavam pontos turísticos da cidade que você desejasse ir, era só sorrir para câmara e logo depois teria uma foto impressa sua no lugar que “visitou”.

Na próxima, Guanabara, leve os embustes para longe e não tragam de volta. Além dessa mágica, a empresa sorteou alguns mimos, era só clicar na roleta e ver o que ganhava, os prêmios chegavam até a 6 meses de viagem grátis, meu sonho.

Várias opcões para forrar o bucho

Foram três polos de alimentação divididos em todo o parque. Na arena tinha um praça reservada para alimentação, com vários foods trucks, já na área vip, ao lado camarote corporativo, tinha um corredor com vários trailers. Na área premium, um luxo, tinha outra pequena praça, com bancos e sofás em todo o espaço, inclusive, tinha um equipamento no local que permitia que celulares fossem carregados.

Balançador da foto clássica

Todo mundo viu a foto de alguém nesse local, além da roda gigante, o espaço do Arajara é um dos pontos que mais foram compartilhados no Instagram. Localizado na área premium da festa, o balançador rendeu bastante foto e será muito usado nos futuros #TBTs, inclusive nos meus. A paisagem remetia à nossa chapada.

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Rayssa Leonel
Carregar Mais Em Cultura

Sobre Rayssa Leonel

Graduada em Jornalismo pela UFCA - Universidade Federal do Cariri. Pesquisadora e caririense bem orgulhosa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga-nos!