Comicidade negra é tema de oficina presencial no Porto Iracema das Artes

A programação ocorre nos dias 21 e 22, das 10h às 12h, no CENA 15, e será ministrada por Cibele Mateus. Por causa das restrições geradas pela pandemia de Covid-19, o número de vagas será de 10 participantes




Construir narrativas não hegemônicas sobre a função e produção do riso a partir da comicidade negra é o objetivo da oficina que será ministrada pela brincante, educadora social, atriz e pedagoga Cibele Mateus, no Porto Iracema das Artes. O tema da programação, “Mateus, caminhos de uma comicidade negra”, parte das figuras cômicas da “cara preta” Mateus, Bastião e Catirina.

A atividade acontece presencialmente, no Centro de Narrativas Audiovisuais (CENA 15) da Escola, nos próximos dias 21 e 22 de janeiro, das 10h às 12h. As inscrições acontecem de 15 a 18 de janeiro pelo link www.bit.ly/OficinaMateus. A oficina se destina a interessades em geral, estudantes de artes cênicas, palhaces, atores, dançarines e artistes que tenham disponibilidade para o trabalho corporal. A formação terá um total de quatro horas de duração, mas divididas em dois dias, com duas horas cada. Os participantes receberão certificado.  

Em função das restrições causadas pela pandemia de Covid-19, serão ofertadas apenas 10 vagas para a formação. O uso de máscaras de proteção durante todo o período da oficina é obrigatório. A sala escolhida para a formação é ampla, arejada e o Porto Iracema das Artes dispõe de itens como totens de álcool em gel e tapetes higienizadores.

As três personagens que referenciam a oficina têm origem afrodiaspórica e estão presentes no Cavalo Marinho pernambucano, no qual a artista tem atuação. Na formação, serão aprofundados elementos técnicos e poéticos que compõem as figuras, como as corporeidades, as dinâmicas, a dança, a presença, ações vocais e corporais, musicalidades, além da comicidade no desenvolvimento da brincadeira.

Desenvolvendo pesquisa e criação cênica na linguagem da comicidade negra referenciada em expressões afrodiaspóricas, com foco no trio cômico que dá origem à formação, Cibele começou sua trajetória atuando como Mateus, seu homônimo. A atriz e brincante é a tutora do projeto “Comicidade e questões de gênero: corpos femininos e LGBTs na comicidade popular”, do coletivo Yabás, que está sendo desenvolvido no Laboratório de Teatro 2020-2021.  

Sobre Cibele Mateus

Brincante, educadora social, atriz e pedagoga. Formada em Pedagogia na Universidade Anhembi Morumbi- SP (2017) Curso de Extensão Universitária “O trabalho do ator/bailarino a partir das danças tradicionais brasileiras” – UNESP (2013/2014). Desenvolve seus trabalhos teatrais com ênfase na pesquisa de expressões tradicionais brasileiras e na arte de rua como poética para a criação cênica, desde 2005. É colaboradora do Grupo Manjarra (SP) desde 2011, onde inicia sua trajetória como Mateus (figura cômica da “cara preta”). Atualmente desenvolve pesquisa e criação cênica na linguagem da comicidade negra referenciada em expressões afrodiaspóricas, em especial o trio cômico (Mateus, Bastião e Catirina) do Cavalo Marinho Pernambucano, tendo como mestre Sebastião Pereira de Lima (Mestre Martelo). Desde 2016 participa de projetos, encontros e festivais de palhaces e circo, apresentando-se em cabarés, ministrando oficinas e bate-papos relacionados à comicidade negra.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: Comicidade negra é tema de oficina presencial no Porto Iracema das Artes
Quando: Dias 21 e 22 de janeiro (quinta e sexta-feira), das 10h às 12h
Inscrições de 15 a 18 de janeiro pelo link www.bit.ly/OficinaMateus.
Onde: Centro de Narrativas Audiovisuais do Porto Iracema – CENA 15 do Porto Iracema das Artes (Rua José Avelino, 495)
Carga horária: 4 horas-aula
Público-alvo: Interessades em geral, estudantes de artes cênicas e artistes
O uso de máscaras é obrigatório.

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Redação Foobá
Carregar Mais Em Cultura