Curso ‘Cultura, Movimento Comunitário e Direito à Cidade’ encerra as inscrições na próxima terça-feira (26)

A ação é uma realização do Projeto Território Criativo do Gesso com apoio da Secretaria de Cultura do Ceará – Secult – através da Lei Aldir Blanc: Prêmio Fomento Cultura e Arte do Ceará.




Ação Social, Cultura

O Coletivo Camaradas segue com inscrições abertas até a próxima terça-feira, 26, para o curso: Cultura, Movimento Comunitário e Direito à Cidade. A ação é uma realização do Projeto Território Criativo do Gesso com apoio da Secretaria de Cultura do Ceará – Secult – através da Lei Aldir Blanc: Prêmio Fomento Cultura e Arte do Ceará.

Centenas de pessoas do país inteiro já se inscreveram para a capacitação gratuita com mediadores reconhecidos nacionalmente. O curso, que terá início em 27 de abril, é formado por 17 módulos distribuídos em aulas online às terças e quartas, no horário das 19h às 21h. Conta com cinco organizações parceiras: Comissão Cearense do Cultura Viva, Federação de Entidades Comunitárias do Cariri (FEC), Federação de Entidades de Bairro e Favelas de Fortaleza, Aldeias e Moacpés.

Dentre seus objetivos, o Coletivo Camaradas busca proporcionar diálogos e reflexões teórico-críticas em cima dos temas propostos pelo curso. Desta forma, os aprendizados colhidos irão contribuir junto aos movimentos sociais e suas intervenções socioespaciais.

Certificação

Como público-alvo, a organização pretende atingir os membros representantes de associações de moradores, grupos artísticos, de cultura popular e cênicos, literários, esportivos, de hip-hop e de capoeira. Busca ainda, representantes de movimentos identitários, produtores de cultura, pesquisadores, estudantes e gestores escolares e culturais.

As aulas serão exibidas pelo canal do Coletivo Camaradas no YouTube até 22 de junho. O certificado emitido será de 40h/a. O idealizador do Território Criativo do Gesso, Alexandre Lucas, ressalta a contribuição da formação. “Nós entendemos que esse curso tem importância para o processo de pensar a atuação das organizações na cidade, essa interface com cultura ocorre de forma mais minuciosa nas espacialidades que são ocupadas pelas interações humanas.

Confira abaixo o link para inscrição e os conteúdos a serem trabalhados:

Link: https://forms.gle/NeJWfdXezBdLrK6VA

O Território Criativo do Gesso

Quando se pensa a comunidade do Gesso a partir da sustância de relações, podemos fazer outra leitura da realidade e perceber minuciosamente o contexto de lugar e sua territorialidade. Paralelamente, esse contexto não pode ser percebido como harmonioso, estático e muito menos se enfeitiçar com o discurso traiçoeiro de que “todos têm o mesmo objetivo”. É composto por cinco bairros: Centro, São Miguel, Pinto Madeira, Palmeiral e Santa Luzia.

A realidade do lugar e do Território deve ser percebida como dinâmica e permeada por conflitos e disputas de narrativas. Escutar o lugar, perceber as vozes do território, aferir a correlação de forças políticas, compreender a existência de várias narrativas e do campo de conflito é se situar nas condições objetivas em que os lugares e os territórios são gestados.

O Território Criativo do Gesso foi concebido, conceitualmente, a partir desta compreensão e tem demonstrado que é um caminho para construir uma radiografia da realidade urbana, social e cultural e, ao mesmo tempo, impulsionador do protagonismo social, ocupação criativa do espaço urbano, intercâmbio e trânsito humano, atrações de repertórios e eventos culturais, movimentação da economia local, ampliação da visão social de mundo, articulação em rede, diálogos com o poder público. Quando possível, é sempre necessário pontuar que os movimentos sociais só existem por conta da ausência do estado, portanto, o confronto, às vezes é o viés possível.

O Coletivo Camaradas

Criado em 2007, é uma organização que atua no campo da democratização estética, artística, cultural e literária a partir de um viés da transversalidade da cultura e do direito à cidade. Tendo uma forte atuação na construção do Território Criativo do Gesso, na cidade do Crato, o Território é composto por quatro bairros: São Miguel, Santa Luzia, Pinto Madeira e Centro, na comunidade do Gesso.

Conteúdos:

1.    Cultura Como Produto Histórico-Social – Javier Alfaya

Data: 27 de abril

2.    Participação Social e Luta de Classes – Darlan Reis e Joan Edesson de Oliveira

Data: 29 de abril

3.    Sistemas de Cultura – Alexandre Santini e Dane de Jade

Data: 04 de maio

4.    A História do Cultura Viva – Célio Turino

Data: 05 de maio

5.    Educação para Classe Trabalhadora e a PHC – Marteana Ferreira Lima e Nereide Saviani

Data: 11 de maio

6.    O que são e por que existem os movimentos sociais? – Roberto Siebra, Joelmir Pinho, Aurélio Matias e Bruna Garcia

Data: 12 de maio

7.    O que é Direito à Cidade? – Ângela Lima

Data: 18 de maio

8.    Meio Ambiente, Promoção da Saúde e Urbanização Humanizada – Carlos Gomide

Data: 19 de maio

9.    O Movimento Comunitário e a Luta pela Cidade – Raniere Moreira, Natanael Mora, Samuel Duarte Siebra, José Domingos da Silva, Inácio Arruda e Edson Veriato

Data: 25 de maio

10. Como Elaborar um Projeto Cultural? – Monique Cardoso

Data: 28 de maio

11. Luta Interseccional (Classe, Gênero e Cor) – Danielli Balbi

Data: 01 de Junho

12. Comunicação para os Movimentos Sociais e Construção da Narrativa de Lugar – Rodolfo Santana, Débora Silva Costa e Bibiana Belisário

Data: 02 de junho

13. Articulação em Rede – As Experiências do Território Criativo do Gesso – Alexandre Lucas e Jards Damasceno

Data: 08 de junho

14. Democratização da Leitura – A Experiência do Território da Palavra – Luciana Bessa, Marta Regina Amorim e Rebeca Baia

Data: 09 de junho

15. Cultura e Transversalidade – Fred Negro F, Marcos Rocha e Rosemberg Cariry

Data: 15 de junho

16. Experiências de Economia Solidária e Economia Criativa – Solange Santana, Saymo Luna, Maria Isabel Sousa Bezerra e Lindicássia Nascimento

Data: 16 de junho

17. Seminário de Experiência de Cultura de Base Comunitária – Jéssika Cariri, Josier Ferreira, Maria Gomide e José Gilsimar Oliveira Gonçalves

Data: 22 de junho

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.