Segundo ano sem Pau da Bandeira: o clima festivo dá lugar ao silêncio em Barbalha

Atualmente, Barbalha passa pelo momento mais crítico da Covid-19.




Cultura, Tradição

Era para nesse horário, todo mundo começar a se organizar para ir a Barbalha. Algumas pessoas se mudam para a casa de amigos no município, tudo para poder viver a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio mais intensamente. Já estamos há dois anos sem a festa que abre os festejos juninos no Nordeste, considerada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio imaterial da cultura brasileira.

Atualmente, Barbalha passa pelo momento mais crítico da Covid-19. Mais de 30 pessoas morreram vítimas da doença, apenas no mês de maio. Proporcionalmente, é um número alto, tendo em vista que a cidade possui 55.323 habitantes, de acordo com o IBGE. Por isso, nós fomos até a cidade saber como fica o município sem a festa pelo segundo ano consecutivo.

Sobre Fernanda Alves

Fernanda Alves, tem 24 anos, é de Juazeiro do Norte e formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência na área desde 2015. Mulher preta, militante e amante do Jornalismo Esportivo.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.