Começa nesta segunda(01), o 21° Festival de Esquetes de Fortaleza

O Festival de Esquetes de Fortaleza será transmitido online às 21h pelo canal de YouTube do Teatro, à partir desta segunda-feira(01).




Cultura, Teatro

O FESFORT – Festival de Esquetes de Fortaleza, acontece em fevereiro de 2021 em caráter especial, após 20 edições e uma parada de 4 anos. 

Como sempre, idealizado e dirigido pelo ator e diretor Carri Costa, trata-se de um dos principais eventos do teatro cearense, e contará com 10 peças selecionadas (duas a cada noite) que serão encenadas no Teatro da Praia e transmitidas online às 21h de cada dia pelo canal de YouTube do Teatro. 

O criador do FESFORT, Carri Costa, destaca que “A lei Aldir Blanc de apoio cultural possibilitou a realização do festival que por duas décadas serviu de espaço para a fruição do experimento no teatro cearense”.

Programação

10 esquetes foram selecionadas e se apresentarão sem a presença de plateia seguindo os protocolos de saúde estabelecidos pelo Estado do Ceará. Do dia 01 ao 05 de fevereiro, duas esquetes por noite serão postadas no YouTube do Teatro da Praia. Já no dia 6 (sábado) ocorrerá virtualmente a premiação.

  • Dia 01 – ESCUDO DE PENEIRA e BLOQUEIO
  • Dia 02 -HISTÓRIAS DO MEU PEQUENO INTERIOR e EMBRIAGA-TE
  • Dia 03 – POR UM TRIZ e LAMPIÃO LED
  • Dia 04 – CAIO e NÓ – UM CORPO QUE REZA E DANÇA
  • Dia 05 – NARCISO e GUARDE PARA O FINAL DE TUDO

Como forma de valorizar os artistas regionais, o FESFORT premiará os destaques com o troféu GASPARINA GERMANO, uma justa homenagem a atriz cearense ícone das décadas de 30 e 40. Este ano, serão três artistas homenageados simbolizando os 3 últimos anos de artes cênicas cearenses: Socorro Amarante por 2019, Paulo Ess por 2020 e Joca Andrade por 2021.

Nesta edição a premiação reconhecerá os quesitos ESQUETE, DIREÇÃO, ATOR, ATOR COADJUVANTE, ATRIZ, ATRIZ COADJUVANTE, TEXTO ORIGINAL, TEXTO ADAPTADO, FIGURINO, MAQUIAGEM, CENÁRIO, ILUMINAÇÃO e SONOPLASTIA.

História do Fesfort: 21 anos de palco para o teatro brasileiro

Em 1997 o Festival Nordestino de teatro de Guaramiranga estava em sua quarta edição, o Festival de Teatro Amador de Acopiara já completava dez anos e em Fortaleza já havia dois anos que o primeiro Festival de Teatro da Prefeitura tinha acontecido, 

O instituto Dragão do Mar estava começando a implantar o Colégio de Direção Teatral, o espaço onde hoje é o Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura era um grande canteiro de obras. Dentro desse cenário surge o Festival de Esquetes de Fortaleza – FESFORT, um festival de cenas curtas se tornou realidade para uma classe artística carente de espaços onde se apresentasse e debatesse trabalhos mais experimentais. 

O Teatro da Praia através do FESFORT se tornou um local onde se oportuniza os novos pensamentos de diretores, atores e autores. Em 2010 o FESFORT, através da lei N° 14.796, DE 22.09.10 (D.O. DE 23.09.10) de Iniciativa do então deputado estadual Artur Bruno é incluído no Calendário Oficial do Estado do Ceará.

Em, 2006 o FESFORT cria a Comenda Theatro Concórdia com a qual agracia uma CIA TEATRAL, um PRODUTOR DE TEATRO, uma INSTITUIÇÃO TEATRAL e uma PERSONALIDADE CULTURAL QUE EXERÇA RELEVANTE TRABALHO PELO TEATRO CEARENSE. Nessa ordem serão homenageados: Companhia Teatral Acontece, Cleuton dos Santos, Teatro São José e Guilherme Sampaio. 

Em 2021, o Fesfort entra no formato digital, adaptando-se aos resguardos do momento da pandemia. É um “PROJETO FOMENTADO COM RECURSOS DA LEI 14.017/2020 – LEI ALDIR BLANC – POR MEIO DA SECRETARIA DA CULTURA DO ESTADO DO CEARÁ”.

Leia também:

Sobre Beatriz Morais

Beatriz Morais, formada em jornalismo pela Universidade Federal do Cariri-UFCA, é mãe de gatos, cratense e apaixonada por leitura e música boa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.